Como testar Transistor com Multímetro

Testando o Transistor

Existem basicamente dois tipos de transistores: os bipolares e os MOS. O teste sugerido aqui vale para os transistores bipolares com junção NPN e PNP. Se quiser saber como funciona o transistor bipolar clique aqui.

Para este teste simples, o transistor pode ser considerado como um arranjo de diodos, conforme mostrado na figuras 2a (NPN) e 2b (PNP). Estes modelos são válido apenas para este teste, pois, na verdade, o transistor tem um funcionamento mais complexo do que este proposto. Além disto precisamos saber como um multímetro funciona quando está com a função "testar diodo" selecionada. Nesta condição, o multímetro aplica uma pequena corrente que sai do terminal positivo (vermelho) e retorna pelo terminal negativo (preto). A leitura que ele indica no visor corresponde à tensão medida entre os dois terminais.

Se quiser saber mais sobre como usar Multímetro, clique aqui.

O princípio do teste é simples: nós vamos medir a tensão de condução das junções formadas pela base e coletor do transistor e base e emissor do transistor, representadas pelos diodos da figura 2.

Transistor NPN:

As junções internas deste transistor estão representadas pelos diodos da figura 2a. Um diodo conduz quando ele é polarizado com uma tensão positiva no anodo e negativa no catodo. O anodo e o catodo de um diodo estão indicados na figura 3.


Quando o diodo está conduzindo, a tensão indicada no multímetro será a tensão de condução da junção, normalmente entre 0,4 e 1,2V, para transistores de sílício, que são os mais comuns. Se o diodo não conduzir, a tensão indicada no multímetro será o "fundo de escala" , normalmente indicada com o número "1" sozinho no canto esquerdo do visor. É a indicação que aparece quando os terminais vermelho e preto não estão conectados a nada.

Para testar o transistor, primeiro polarize a junção base-coletor, colocando o terminal positivo do multímetro na base e o negativo no coletor. Para um transistor bom, o visor deve mostrar a tensão de condução da junção, entre 0,4 e 1,2V, conforme já informado. Em seguida teste a mesma junção com polaridade invertida, posicionando o terminal positivo (vermelho) no coletor e negativo (preto) na base. Para um transistor bom, a junção não deve conduzir e a tensão indicada no visor deve ser "fundo de escala".

Devemos repetir a operação anterior para a junção base-emissor. Com o terminal vermelho na base e preto no emissor, a junção conduz, indicando no visor algo em torno de 0,4 a 1,2V. Invertendo a polaridade a junção não conduz e o visor indica "fundo de escala".

Para finalizar o teste, precisamos verificar se os terminais coletor-emissor não estão em curto. Isto é muito comum quando o transistor queima por excesso de corrente e super aquecimento. Posicione o terminal vermelho no coletor e preto no emissor, mantendo a base desconectada. Para um transistor bom o visor vai indicar "fundo de escala" e para um transistor em curto o visor vai indicar uma tensão baixa, perto de zero.

Este último teste pode dar um resultado imprevisível quando o transistor é de alto ganho (principalmente Darlington). Para garantir o teste você pode manter a base conectada ao emissor e desta forma forçar que o transistor esteja na condição "cortado".

Transistor PNP:

No transistor PNP o teste é feito da mesma forma, porém invertendo as polaridades, pois os diodos das junções são invertidos em relação ao NPN. As junções devem conduzir quando são testadas com o terminal preto na base e devem não conduzir ("fundo de escala") quando são testadas com o terminal vermelho na base. Para testar curto entre coletor e emissor, também é necessário inverter a polaridade em relação ao teste do NPN, ou seja, o teste é feito com o terminal preto no coletor e vermelho no emissor.

Atenção!!:

Alguns multímetros antigos, principalmente os de origem japonesa, apresentam a polaridade da tensão interna invertida em relação aos multímetros modernos (padrão americano). Neste caso os testes anteriores deverão ser feitos invertendo todas as polaridades indicadas.


Veja também: